Sony HT-AX7: cinema portátil ou oportunidade perdida?

0

 


A Sony propôs-nos testar um produto que não estava no nosso radar, mas que é certamente intrigante: a coluna HT-AX7, que a marca japonesa apelida de “sistema de cinema portátil com 360 Spatial Sound Mapping”.

Não vale a pena gastar muito tempo a falar das características técnicas da Sony HT-AX7, que os leitores podem encontrar no website da marca. Mas é preciso explicar primeiro do que se trata.

Este é um produto que surge na área de barras de som do website da Sony mas que está efetivamente numa categoria à parte. Para já, é um produto 100% Bluetooth, em que a interface USB-C presente serve apenas para carregar a bateria interna. E, como tal, é algo vocacionado sobretudo para quem desfruta de conteúdos (som, vídeo, jogos) em dispositivos portáteis, como smartphones, tablets ou notebooks.

Três colunas, dois modos

Isto é importante porque define o mercado-alvo do produto e, por outro lado, limita a sua utilização em situações em que poderia até fazer mais sentido. Mas vamos por partes.

A HT-AX7 é composta por três peças: a coluna principal, que inclui também os controlos físicos e é o equipamento que emparelhamos com o dispositivo móvel; e duas colunas satélite, em forma de “bolo do caco” que, quando não estão a ser utilizadas, repousam sobre a coluna principal, o que também lhes permite serem carregadas. O único outro acessório presente na caixa é um cabo USB-C, o qual deverá ser usado para carregar a coluna.

Antes de começarmos a utilizar as HT-AX7 devemos primeiro descarregar a app Bravia Connect. Uma vez feito o emparelhamento via Bluetooth, é através dela que vamos configurar a nossa HT-AX7. Apesar dos botões na coluna principal nos darem acesso a algumas funcionalidades básicas, a app funciona como comando à distância e permite selecionar os modos de operação e o volume relativo das colunas (central vs. traseiras/surround).



O modo predefinido de funcionamento é também aquele que gostámos mais. É um modo surround que é criado em tempo real pelo processador das colunas e reproduz nas colunas traseiras informação suficiente para nos dar um maior envolvimento no conteúdo de que estamos a desfrutar – seja ele música, filmes ou até videojogos (embora só tenhamos experimentado os dois primeiros).

O resultado lembra-me o “velho” Dolby Prologic dos anos 90, que nos oferecia um convincente som 5.1 mesmo a partir de fontes estéreo.

Um segundo modo de funcionamento pode ser ativado a partir na app e permite uma “imersão total”. Como a Sony explica, “a HT-AX7 utiliza a tecnologia 360 Spatial Sound Mapping para envolver [o utilizador] em som espacial, criando várias colunas virtuais à frente, atrás e em cima. Basta colocar as três colunas à sua volta e sentir-se-á completamente imerso.”

O problema é que, apesar de ser percetível, este efeito é muito menos evidente do que o surround “normal”, mesmo depois de, através da app Bravia Connect colocarmos a saída das colunas traseiras no volume máximo. Experimentámos vários tipos de conteúdos, desde
apenas música até concertos, filmes, etc. e o resultado foi sempre o mesmo: pouco percetível.


Uma oportunidade perdida?



Basta dar uma olhada pela página do produto no website da Sony e ver os vídeos da marca no seu canal do Youtube sobre este produto para compreender que a marca decidiu desde o início restringir a sua utilização-alvo. Começamos por estar a olhar para um televisor, mas cedo nos encontramos na cama a olhar para o tablet ou com o nosso notebook... E há também pessoas a confraternizar à volta de uma mesa numa sala – mas, neste caso, qualquer coluna Bluetooth resolvia o problema.

De resto, é também bom lembrar, que esta é uma coluna para usar dentro de casa, pelo que apesar do seu potencial para uma utilização ao ar livre, a sua própria construção, que não é à prova de água, não inclui pega de transporte e possui um revestimento têxtil, desaconselha tal cenário.

Compreende-se que a Sony possui já uma gama completa de barras de som para televisores, mas não deixo de pensar que há aqui uma oportunidade perdida: a utilização da HT-AX7 como sistema de surround para TV. Consigo perfeitamente imaginar este produto a servir como  sistema de som para um televisor de tamanho moderado (digamos, entre 32’’ e 46’’). Afinal, quase todas as TVs modernas têm péssimo som integrado e o som ambiente que a HT-AX7 oferece seria fantástico para quem está sentado num sofá a 3 metros da TV.

Contudo, ainda que seja possível ligar este sistema a um televisor Bravia, da própria Sony, o mesmo não é fácil com outras marcas e modelos, como outros antes já o demonstraram. É aqui que uma interface HDMI teria resolvido o problema. Mas, lá está, claramente a marca japonesa decidiu desde o início deste projeto qual seria o seu mercado-alvo.

Conclusão


Costumo sempre dizer que não podemos dizer se um produto é bom ou mau sem termos um ponto de referência. E, nesse sentido, é difícil avaliar qualitativamente esta Sony HT-AX7, porque simplesmente não há, no mercado, nada que se lhe assemelhe!

Como coluna de som Bluetooth, este é um produto que oferece um som potente e de qualidade. No entanto, como sistema de som ambiente, em qualquer dos seus modos de operação, mas sobretudo no modo “imersão total”, não é particularmente convincente. Penso que um dos problemas reside na forma como a potência foi distribuída: 45 watts para a unidade central e apenas 3 watts para cada uma das colunas satélite.

Mas ainda assim, este é um produto interessante e original, que podia ser ainda mais interessante… se o preço não fosse tão elevado. E esse parece-me ser o principal problema. O PVP de referência indicado pela marca é de HT-AX7 é de 549€. 

Mesmo tendo em consideração que é possível encontrar o produto à venda por cerca de 400€ (via Kuantukusta à data em que escrevo estas linhas), será difícil apelar a quem procura um equipamento apenas destinado a melhorar a sua experiência de desfrutar de conteúdos multimédia num dispositivo portátil.

E vocês leitores? O que acham? Deixem-nos os vossos comentários!


Enviar um comentário

0Comentários

Enviar um comentário (0)

#buttons=(OK, pode ser!) #days=(20)

Este site utiliza cookies da Google para disponibilizar os respetivos serviços e para análise do tráfego.
Ok, Go it!